Bahia Brasil Comércios Covid-19 Destaque Noticias Pandemia Política São Paulo Saúde Vitímas www.ZUMPE.com.br

104 milhões de brasileiros têm pedido negado do auxílio emergencial

De acordo com informações da Caixa Econômica Federal, aproximadamente 104,1 milhões de pessoas tiveram o pedido do auxílio emergencial negado até a última sexta-feira (10).

Neste grupo, estão pessoas que não estão no Cadastro Único do governo federal, ou se inscreveram intencionalmente, na tentativa de fraude ou simplesmente por desinformação em relação aos critérios exigidos pelo governo federal.
Os pedidos são analisados pela Dataprev, uma empresa de tecnologia ligada ao Ministério da Economia, com apoio do Banco do Brasil. O governo tem sido enfático sobre possíveis fraudes no auxílio emergencial.

A Polícia Federal e a Abin (Agência Brasileira de Inteligência) já trabalham no mapeamento de quem busca se aproveitar da crise. A Caixa Econômica Federal informou que 31,5 milhões de brasileiros concluíram cadastro até sexta-feira (10) à noite.

Ao todo, foram enviadas 135,6 milhões de mensagens por celular (SMS) para a confirmação do cadastro do auxílio emergencial. A central 111, na qual os brasileiros podem tirar dúvidas e pedir informações, recebeu até o momento 8,6 milhões de ligações.

Portanto, a diferença entre a quantidade de cadastros aceitos e o número de mensagens enviadas por celular para a confirmação, sinaliza a quantidade de pessoas que não têm direito ao auxílio emergencial.

Veja o calendário de pagamento:
 
Primeira parcela
– Pessoas que estão no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família e têm conta no Banco do Brasil ou poupança na Caixa Econômica Federal: receberam na quinta-feira (9) da semana passada;
– Pessoas que estão no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família e não têm conta nesses bancos: terça-feira da semana que vem (14 de abril);
– Trabalhadores informais que não estão no Cadastro Único: em 5 cinco dias úteis após inscrição no programa de auxílio emergencial;
– Beneficiários do Bolsa Família: últimos 10 dias úteis de abril, seguindo o calendário regular do programa
Segunda parcela
– Pessoas que estão no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família e trabalhadores informais inscritos no programa de auxílio emergencial: entre 27 e 30 de abril
– Beneficiários do Bolsa Família: últimos 10 dias úteis de maio, seguindo o calendário regular do programa
Terceira parcela
– Pessoas que estão no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família e trabalhadores informais inscritos no programa de auxílio emergencial: entre 26 e 29 de maio;

-Beneficiários do Bolsa Família: últimos 10 dias úteis de maio, seguindo o calendário regular do programa.

Related posts

Brumado : Já ultrapassou a marca de (1.000 ) mil casos da Covid-19 chegando a 1.003

NS.ZUMPE

Guanambi : Registra 33 casos nas últimas 24h e atinge 598 infectados pela covid-19

NS.ZUMPE

‘Meus dois netinhos, meus bebês’, lamenta avó, no velório dos irmãos mortos na Baixada Fluminense

NS.ZUMPE

Deixe o seu Comentário

Prove que é Humano *