Bahia Brasil Educação Estado Sudoeste da Bahia Vitória da Conquista www.ZUMPE.com.br

Conquista: Com panelas vazias e grande carreata, professores realizam protesto contra corte de salários feito por Herzem

Depois de profissionais da saúde realizarem protesto em frente à Prefeitura na manhã de ontem, nesta terça-feira (28), foi a vez dos profissionais da educação realizarem uma carreata em protesto aos cortes salariais feitos pelo prefeito Herzem Gusmão.

No mês de abril, os professores contratados do município tiveram uma ingrata surpresa ao receberem seus contracheques com uma redução de 50% em seus vencimentos. O corte abrangeu tanto os profissionais que trabalham zona rural quanto na zona urbana. Contudo, os professores da zona urbana tiveram 50% de seus salários cortados. Isso porque, com a suspensão das aulas, a gestão municipal pode suspender o salário adicional de 20 horas. Assim, ao invés de serem pagos com base na jornada semanal de 40 horas, os professores serão pagos com base na jornada de apenas 20 horas semanais.

Já os professores da zona rural tiveram um corte de 20% que corresponde ao adicional de locomoção para a zona rural, que vai perdurar enquanto as aulas estiverem suspensas por causa da pandemia de Coronavírus.

Em protesto contra a medida, o Sindicato do Magistério Municipal Público de Vitória da Conquista (Simmp) organizou uma carreata. Com carro de som, os demais carros passaram por diversas ruas, incluindo a frente da Prefeitura de Vitória da Conquista.

Desde que a redução ocorreu, o governo municipal nega que houve um corte, afirmando que os professores foram contratados para cumprir uma jornada de 20h semanais. Assim, adicional e a gratificação serão incluídos no salário base no retorno das atividades letivas presenciais, quando os professores substitutos voltam a desempenhar o efetivo exercício de tais atividades.

A redução ocorreu sem que o profissionais fossem previamente avisados, além de ter sido feito em plena pandemia. Os professores contratos pelo município são pagos com recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), que foram mantidos. Assim, não há justificativa para a redução salarial. Após percorreram várias ruas da cidade, a carreata foi encerrada na porta da Secretaria Municipal de Educação (SMED).

Confira o vídeo:

Fotos: Blog do Sena

Related posts

Migrantes levam doença para pequenas cidades nordestinas, ao retornarem para terra natal

NS.ZUMPE

Ônibus que se acidentou em São Paulo não tinha condições de trafegar

NS.ZUMPE

Bahia registra 2.213 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas e hoje contabiliza 41 óbitos que ocorreram em diversas datas

NS.ZUMPE

Deixe o seu Comentário

Prove que é Humano *