Covid-19 Destaque IPIs Mundo Noticias Pandemia Saúde Transporte Vítima www.ZUMPE.com.br

Obrigatoriedade do uso de máscaras é questionada após menina de 13 anos desmaiar em ônibus escolar e morrer

Uma garota de 13 anos desmaiou na Alemanha em um ônibus escolar e morreu no hospital. Alguns temem que sua máscara obrigatória possa ter causado essa tragédia.
A estudante desmaiou no ônibus escolar na tarde de segunda-feira (7) e morreu pouco depois. De acordo com a polícia, houve uma emergência médica no ônibus em Büchelberg, na Alemanha, por volta das 13h45.
Ela e seus 32 colegas (todos sentados) estavam voltando para casa no ônibus. Os bombeiros voluntários locais cuidaram dos 32 ocupantes do ônibus escolar, enquanto a menina de 13 anos recebeu atendimento médico de equipes de resgate, foi reanimada, mas faleceu no hospital, em Karlsruhe, para onde foi levada.
O Ministério Público de Karlsruhe está investigando o caso e espera o primeiro conhecimento da causa da morte em uma semana, no mínimo. Foi solicitado uma autópsia. Segundo as autoridades, não há evidências de dívidas de terceiros.
A parlamentar do partido de direita AfD, Dra. Birgit Malsack-Winkemann, questionou nas redes sociais se a máscara pode ter sido a culpada pelo trágico acontecimento. Além disso, ela pediu que o caso fosse esclarecido rapidamente, afinal, a saúde e integridade das crianças estão em risco.
Valores prejudiciais de CO2
A preocupação de que a exigência de máscara possa ter contribuído para a trágica morte da menina está agora encontrando um novo terreno. Um perito juramentado da Áustria provou que os valores de CO2 sob as máscaras aparentemente até excedem os valores-limite legalmente permitidos – e, portanto, provavelmente prejudiciais à saúde – relatou a Wochenblick com exclusividade.
O Eng. Dr. Traindl, perito juramentado, engenheiro de proteção técnica do meio ambiente, química técnica e ciências da terra, mediu os valores de CO2 de uma máscara protetora feita por ele mesmo e duas disponíveis comercialmente. Ele descobriu que os valores máximos permitidos para locais de trabalho foram excedidos muitas vezes. Isso não significa apenas que o uso obrigatório de máscaras prescrito aos cidadãos é uma condição ilegal, mas de acordo com todos os conhecimentos médicos, esse ar respirável também é considerado anestésico agudo e perigoso para a saúde.
Segundo Traindl, uma concentração de 8% ou mais de CO2 no ar que você respira por um período de 30 a 60 minutos pode levar à morte. Antes disso, surgem dores de cabeça, falta de concentração e inconsciência. O problema físico é que o CO2 é um gás denso e tende a afundar e se acumular em sumidouros adequados; 4 a 5% são considerados “entorpecentes”.
Em um artigo sobre os riscos do gás de fermentação, os cientistas Eng. Harald Scheiblhofer e Eng. Herbert Stifter explicaram os níveis de perigo em detalhes: sonolência e baixa concentração podem ocorrer a partir de 0,5%, a frequência respiratória e o pulso aumentam e o centro respiratório fica irritado a partir de 2%. A partir de 4%, ocorrem problemas de circulação sanguínea no cérebro, tonturas, náuseas e zumbidos nos ouvidos são possíveis. O traiçoeiro sobre o CO2 é o fato de que você não consegue sentir o cheiro, então leva à morte em grande parte porque chega sem aviso.

Related posts

Brasil Após apostar em vacina chinesa, SP recorre ao Governo Federal para ser incluído na parceria com vacina produzida por Oxford

NS.ZUMPE

Caetité: Trecho da avenida Olimar Oliveira será recapeado

NS.ZUMPE

Polícia encontra drogas em celas da delegacia de Palmas de Monte Alto

NS.ZUMPE

Deixe o seu Comentário

Prove que é Humano *